Bruce Munro cria a superinstalação ‘Field of Light’

Field of Light Bruce Munro (Foto: CortesiaBruce Munro)

Passaram 24 anos desde a primeira viagem do artista Bruce Munro ao monte Uluru, na Austrália, até o britânico finalmente conseguir transformar o cenário do Outback. A ideia da sua mais nova instalação de luz, nomeada Field of Light, surgiu em 1992, quando ele visitava o segundo maior monólito do mundo. Na época, Munro se sentiu inspirado e hipnotizado pela atmosfera do deserto do país, esboçou a ideia em seu sketchbook e seguiu viagem.

Field of Light Bruce Munro (Foto: CortesiaBruce Munro)

O resultado de tanto tempo de reflexão só poderia ser uma instalação imersiva e envolvente. Para criar a obra, Bruce levou 60 mil bulbos de luz de seu estúdio na Inglaterra até o coração da Austrália.

10 mil dessas luzes eram reservas. Ele garantiu um estoque extra, caso algumas peças quebrassem na viagem, mas não precisou usar nenhuma delas, já que a Qantas, empresa de aviação responsável pelo transporte, manteve todas as esferas intactas.

Field of Light Bruce Munro (Foto: CortesiaBruce Munro)

Iluminada por energia solar, a instalação muda de cor constantemente, assim como a  Ayers Rock, cujos tons variam de acordo com o horário e o dia do ano. O brilho da obra é gentil: a premissa do projeto foi respeitar o ambiente natural onde ela está inserida, para não competir com o poder da natureza circundante, e sim criar evidenciar esses espaços.

Apesar da vista ser incrível à distância, os visitantes são encorajados a percorrer a obra e criar seu próprio caminho entre as luzes.

Field of Light Bruce Munro (Foto: CortesiaBruce Munro)

Antes de completar o projeto, Munro entrou em contato com os indígenas locais, o povo Anangu, para receber a permissão de criar a obra (mesmo que ela não esteja localizada nas terras protegidas do parque nacional, e sim em uma extensão próxima a rocha).

Os residentes não apenas aceitaram, como acabaram por nomear o trabalho em sua própria lingua Pitjantjatjara: Tili Wiru Tjuta Nyaku, que significa “olhando para muitas luzes bonitas.”

Field of Light Bruce Munro (Foto: CortesiaBruce Munro)

O artista, que tem 56 anos e já iluminou cidades e paisagens do Arizona até a Escócia, afirma que essa instalação é o resultado de anos de pesquisa e trabalho. Ela está disponível para visitação até o dia 31 de março de 2017.

Field of Light Bruce Munro (Foto: CortesiaBruce Munro)
Field of Light Bruce Munro (Foto: CortesiaBruce Munro)
Field of Light Bruce Munro (Foto: CortesiaBruce Munro)