Economia de tempo e não distorcer a verdade foi a base da decisão

por Revista FHOX
Fotografias em Raw não serão mais aceitas pela Reuters. Créditos: Shutterstck.
Fotografias em Raw não serão mais aceitas pela Reuters. Créditos: Shutterstck.

Com informações do PetaPixel

Reuters emitiu um comunicado proibindo que seus freelances enviassem fotos originalmente clicadas em RAW. Os fotógrafos que realizarem trabalhos para a agência deverão fazer as fotos diretamente em JPEG.

A decisão foi enviada por meio de uma nota simples e direta via email aos colaboradores:”Olá, gostaria de passar uma nota de requerimento para nossos freelances, devido a uma mudança de política em todo o mundo. No futuro, por favor, não envie fotos para Reuters que foram processadas a partir de arquivos RAW ou CR2. Se você quiser fotografar em RAW, tudo bem basta ter JPEGs ao mesmo tempo. Apenas envie‐nos as fotos que estavam originalmente em JPEGs, com o mínimo de processamento (corte, correção de níveis, etc).” Em tradução livre.

A PetaPixel conversou com um porta‐voz da Reuters que confirmou esta mudança de política e contou que a decisão foi tomada para aumentar tanto a ética e rapidez.

“Como testemunhas oculares dos eventos cobertos por jornalistas dedicados e responsáveis, a Reuters Pictures deve refletir a realidade. Enquanto nós apontamos para a fotografia da mais alta qualidade estética, o nosso objetivo não é interpretar artisticamente a notícia.”

Fotos em RAW permitem um grau maior de flexibilidade no pós‐processamento, logo, com base na nova política, a Reuters descobriu que fotos transformadas à base de RAWs são mais susceptíveis a distorcer a verdade. A decisão contempla também a redução do tempo que as fotos levam para chegar aos clientes.

fonte FHOX