Há um conjunto de erros que são praticados pela grande maioria dos fotógrafos principiantes. Muitas vezes por desconhecimento outras por maus hábitos criados ou mesmo por uma questão de rapidez. São maus hábitos que lhe podem custar não só na qualidade das suas fotografias como a perda parcial ou total dos seus trabalhos. Segue-se uma lista dos 10 erros básicos que os fotógrafos principiantes cometem e a forma como os deve contornar ou evitar:

01. NUNCA USAR O FLASH
As câmaras digitais conseguiram aumentar bastante a sensibilidade dos sensores à luz do que aquela que os filmes tinham. Uma dessas vantagens é conseguir actualmente fazer fotografias sem usar o flash,  usando apenas a iluminação ambiente, mesmo quando é bastante fraca. O problema é que qualquer câmara ou smartphone para conseguir uma boa exposição tem que nestas condições baixar a velocidade de obturação, produzindo assim frequentemente fotografias tremidas. Tem duas formas de contornar isto, ou usar tripé ou usar um flash. Outro erro de principiantes em fotografia é pensarem que o flash apenas serve para ser usado em condições de baixa iluminação, esquecendo que um flash pode e deve ser usado também durante o dia, desde que isso seja adequado ao que se pretende.

02. USAR VALOR DE ISO ERRADO
O ISO tem valores que na maioria das modernas câmaras digitais vai dos 100 aos 3200 ISO. Muitas principiantes em fotografia não dão a devida atenção a este valor e mantêm a câmara sempre no mesmo valor. Quanto maior o valor ISO maior o ruído (granulação) que a imagem terá e consequentemente menor a sua qualidade. Sempre que possível use um valor de ISO baixo.

03. FOTOGRAFAR SEMPRE EM JPG
Um dos grandes erros de muitos amantes de fotografia e até mesmo de alguns fotógrafos profissionais é fotografar sempre em JPG quando usam câmaras fotográficas que permitem fotografar em RAW. Não irei aqui falar exaustivamente sobre as diferenças e vantagens do formato RAW, pois pode ler neste post que fiz há algum tempo: Tudo Sobre RAW. No entanto sempre que as câmaras o permitam deve fotografar em RAW, pois as vantagens são enormes quando fizer edição.

04. TER A LENTE ERRADA
Outro erro que muitos fotógrafos principiantes cometem é não usar lentes adequadas ao que pretendem fotografar. Usam grandes angulares quando pretendem fotografar pessoas ou objectos que se encontram longe do alcance. Usam também lentes demasiado baratas, por vezes em câmaras muito caras e esquecem que mais importante que uma boa câmara é ter uma boa lente. A qualidade de uma imagem começa sempre na lente fotográfica.

05. NÃO USAR A CÂMARA EM MODO MANUAL
Uma conhecida frase diz: “As câmaras fotográficas em modo automático fazem tudo sozinhas, até os erros”, e é verdade. Esse é o grande problema de usar as câmaras fotográficas em modo automático, não conseguir controlar a sua câmara quando ela é induzida em erro. Aprenda o básico da fotografia: controlar a exposição, o diafragma, o ISO e consiga assim evitar os erros básicos que a maioria das pessoas comete quando fotografa.

06. NÃO FORMATAR O MEMORY CARD NA CÂMARA
Um erro que pode causar problemas nas suas fotografias e nos cartões de memoria é a má formatação dos mesmos. Muitas pessoas tem o mau hábito de ao passar as suas fotografias para o computador apagá-las directamente no cartão de memória a partir do computador. Apagar as fotografias directamente a partir do seu computador é um erro e pode causar problemas nas suas futuras fotografias, tal como formatar o cartão de memoria a partir do computador. Em vez disso vá ao menu da sua câmara fotográfica e escolha a função formatar que irá fazer uma formatação adequada do cartão em função da câmara fotográfica usada.

fotografia 12 Erros Básicos que os Fotógrafos Principiantes Cometem

07. NÃO USAR A FOCAGEM CORRECTAMENTE
Muitas pessoas que possuem câmaras fotográficas desconhecem que estas têm uma forma de prender o foco para poder depois efectuar o enquadramento, basta pressionar o botão de disparo até meio sem largar. O que acontece com a maioria dos fotógrafos principiantes quando faz fotografias de um primeiro plano próximo e quer deslocar a câmara para enquadrar outro tema é perder o foco no primeiro plano e a fotografia ficar desfocada e não como o desejado. Aprenda a prender o foco na sua câmara e tenha sempre focado o motivo desejado além de enquadramentos mais criativos.

08. EFECTUAR CORTES DEMASIADO GRANDES
O enquadramento de uma imagem deve ser sempre feito o mais próximo do pretendido quando se faz a fotografia. Muitas pessoas incorrem no erro de depois no computador ir buscar apenas a sua face numa fotografia em que aparece um grupo enorme de pessoas, ou fazer um corte numa fotografia que fizeram e apanharam uma zona enorme de céu ou de chão, para isso cortam muitas vezes mais de 70% da fotografia, esquecendo que quanto maior o posterior enquadramento de uma fotografia menor será a sua qualidade.

09. NÃO EFECTUAR BACKUPS
Este é atualmente um dos grandes problemas que muitas pessoas têm, não efectuar backups de tudo o que têm dentro do disco do computador, esquecendo que uma avaria no disco e vão perder tudo o que tinham lá dentro, incluindo por vezes milhares de fotografias de vários anos e momentos que não voltam a ser repetidos. Hoje em dia os discos rígidos, os dvd’s, os cd’s e mesmo as pendrive têm custos bastante baixos e acessíveis. Compre um segundo disco rígido externo e mantenha sempre atualizada uma copia de todos os documentos que tiver no seu computador, isso evitará muitas dores de cabeça. Este é um problema que as pessoas só se lembram quando já não há nada a fazer, ou mesmo que exista a hipóteses de recuperação os custos são elevadíssimos.

10. NÃO USAR O BALANÇO DE BRANCOS
A maioria das camaras fotográficas mais avançadas têm a possibilidade de fazer o balanço de brancos de forma automática e manual. Em muitos casos no entanto a camara quando está em automático incorre em erros, sobretudo quando há mistura de dois tipos de iluminação diferentes. A forma mais fácil de contornar este problema é fazendo um teste e calibrar a sua camara com o valor de graus kelvin correcto e adequado ao local. Em caso de fotografar em RAW pode efectuar essa correcção posteriormente quando faz a edição fotográfica.

11. NÃO EDITAR AS FOTOGRAFIAS
A maioria dos fotógrafos amadores ou iniciantes (e alguns profissionais por mais estranho que isso seja) não edita as fotografias, apenas as retira da camara e as usa tal como foram registadas. Esquecendo que a captação de uma fotografia é apenas o primeiro passo até à finalização do trabalho. Após a captação segue-se a segunda parte do processo que é a edição: há que fazer correcções tonais, de brilho, contraste, sombras, nitidez, temperatura de cor e muitas outras. Outros fotógrafos iniciantes por vezes até editam as suas fotografias, mas fazem-no de forma totalmente errada, ou usando softwares que não são adequados, ou fazem-no em bons softwares mas com técnicas erradas. A aplicação de um filtro pré-concebido sobre uma imagem, algo muito na moda actualmente, não significa editar, por vezes pode significar apenas estragar.

12. NÃO SABER ESCOLHER AS FOTOGRAFIAS
Muitos fotógrafos amadores fazem excelentes fotografias, mas muitos têm um problema na hora da sua publicação: saber fazer a distinção entre o que não presta e não deve ser mostrado e o que é realmente bom e como tal deve estar à vista de todos. É comum vermos galerias de muitos fotógrafos amadores e mesmo profissionais com excelentes fotografias misturadas com más fotografias. Isso traz diversos problemas: o primeiro é que as suas imagens boas vão ficar diminuídas e ofuscadas pelas más imagens que misturar com estas. O segundo é que estará a dar uma má imagem do seu trabalho ao não ter feito uma escolha adequada. O terceiro é por vezes ficar com um enorme numero de fotografias sobre um mesmo tema o que fará com que o seu leitor se canse e desista de ver largas dezenas de imagens demasiado repetitivas. É sempre melhor ter pouco e bom, isso fará as pessoas ficarem ainda mais curiosas com o seu trabalho.