Cerimônia realizada nesta quarta-feira, 13 de novembro, no Rio de Janeiro, elegeu os melhores do cinema nacional no ano de 2012.
                       
Conhecido como o “Oscar do cinema nacional”, o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro aconteceu na noite desta quarta-feira, 13 de novembro, e elegeu o melhor da sétima arte no país no ano de 2012. Gonzaga – De Pai pra Filho foi o grande vencedor da premiação, que homenageou a atriz Ruth De Souza, o diretor Roberto Santos e o crítico Ismail Xavier.

Confira a lista completa de ganhadores:

Melhor longa-metragem de ficção
Gonzaga – De Pai pra Filho, de Breno Silveira
Melhor longa-metragem de ficção – Voto popular
Febre do Rato, de Cláudio Assis
Melhor longa-metragem documentário
Raul – O Início, o Fim e o Meio, de Walter Carvalho
Melhor longa-metragem documentário – Voto popular
Raul – O Início, o Fim e o Meio, de Walter Carvalho
Melhor direção
Breno Silveira, Gonzaga – De Pai pra Filho
Melhor atriz
Dira Paes, À Beira do Caminho
Melhor ator
Júlio Andrade, Gonzaga – De Pai pra Filho
Melhor longa-metragem estrangeiro
Intocáveis (França)
Melhor longa-metragem estrangeiro – Voto popular
Intocáveis (França)
Melhor atriz coadjuvante
Ângela Leal, Febre do Rato; Leandra Leal, Boca
Melhor ator coadjuvante
Cláudio Cavalcanti, Astro – Uma Fábula Urbana em um Rio de Janeiro Mágico; João Miguel, Gonzaga – De Pai pra Filho
Melhor roteiro original
Hilton Lacerda, Febre do Rato
Melhor roteiro adaptado
David França Mendes, Corações Sujos
Melhor longa-metragem infantil
Peixonauta – Agente Secreto da O.S.T.R.A., de Célia Catunda e Kiko Mistrorigo
Melhor longa-metragem de animação
Brichos II – A Floresta é Nossa, de Paulo Munhoz
Melhor montagem de ficção
Afonso Poyart, André Toledo e Lucas Gonzaga, 2 Coelhos
Melhor montagem de documentário
Pablo Ribeiro, Raul – O Início, o Fim e o Meio

Melhor Som
Alessandro Laroca, Armando Torres Jr., Eduardo Virmond Lima, Renato Calaça e Valéria Ferro, Gonzaga – De Pai pra Filho
Melhor Figurino
Rita Murtinho, Heleno
Melhor Maquiagem
Martín Marcías Trujillo, Heleno
Melhor direção de arte
Cássio Amarante, Xingu; Daniel Flaksman, Corações Sujos; Marlise Storchi, Heleno
Melhor efeito visual
Carlos Faia, Gus Martinez e Xico de Deus, 2 Coelhos
Melhor trilha sonora
Paulo Jobim, A Música Segundo Tom Jobim
Melhor trilha sonora original
André Abujamra e Márcio Nigro, 2 Coelhos
Melhor curta-metragem de ficção
Laura, Thiago Valente
Melhor curta-metragem documentário
Elogio da Graça, Joel Pizzini
Melhor curta-metragem de animação
Cabeça de Papelão, Quiá Rodrigues

Fonte: http://bit.ly/1icl8w1