Documento é primeiro passo para o desenvolvimento de futuro acordo de coprodução entre os governos dos dois países
O diretor-presidente da ANCINE, Manoel Rangel, assinará amanhã, 23 de outubro, acordo de cooperação entre o Conselho de Cinema da Coreia (KOFIC) e a Agência Nacional do Cinema. A assinatura acontece durante o fórum de debates “Buscando um Modelo de Colaboração entre a Coreia do Sul e Brasil”, parte das atividades da 37ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. O documento é uma carta de intenções e inclui referências à promoção da diversidade cultural no campo do cinema e do audiovisual, à promoção dos filmes coreanos e brasileiros nos festivais de ambos os países e ao desenvolvimento de projetos de coprodução, almejando o início de discussões para um futuro Acordo de Coprodução a ser assinado entre os governos dos dois países.
Manoel Rangel ressalta a importância do acordo: “O cinema coreano ultimamente vem se destacando no circuito internacional e tem hoje um dos mais importantes resultados em termos de market shareno seu próprio mercado de salas. Uma aproximação como esta pode acrescentar bastante, pois ambas cinematografias possuem grande know-how criativo e mercados atraentes. Esperamos estreitar mais os laços entre os produtores daqui e de lá, para que eles percebam as oportunidades que podem representar um para o outro”.
O fórum “Buscando um Modelo de Colaboração entre a Coreia do Sul e Brasil” reúne, a partir de hoje, representantes de entidades do setor audiovisual de ambos os países em rodadas de discussão sobre assuntos como Indústria de Cinema e Política de Apoio; Sistemas de Incentivos; e Sistemas de Produção; além de um Encontro entre Diretores e Produtores da Coreia do Sul e Brasil. O evento acontece no Lounge da Mostra, no Espaço Itaú de Cinema Augusta, e a entrada é livre.

Cinema coreano marca presença na Mostra de São Paulo
A 37ª edição da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, em parceria com o governo da Coreia do Sul, apresenta 17 filmes coreanos no especial Foco Coreia. Entre os filmes selecionados estão um clássico de 1960 restaurado, o filme “A Empregada”, de Kim Ki-young; o curta-metragem Palma de Ouro em Cannes 2013, “Safe”, de Moon Byoung-gon e os três filmes do diretor Park Chan-wook que compõem a Trilogia da Vingança: “Mr. Vingança”; “Old Boy”; e “Lady Vingança”. Park Chan-wook está em São Paulo e participa do encontro entre realizadores e representantes dos governos dos dois países.
Fonte: http://bit.ly/1bWhlyC