Evento dedicado à exibição de filmes que tenham mulheres como protagonistas ou realizadoras acontece entre os dias 16 e 28 de julho, no Rio de Janeiro
femina
O Femina – Festival Internacional de Cinema Feminino, dedicado à exibição de filmes que tenham mulheres como protagonistas ou realizadoras, divulgou a programação da sua 10ª edição, que acontece entre os dias 16 e 28 de julho, no Rio de Janeiro. Nesta edição, serão exibidas 114 filmes de curta, média e longa-metragem, e o cinema nacional está representado no festival por 42 produções recentes, de diversos gêneros e oriundas de diferentes estados.
A Competição Nacional exibe 15 obras brasileiras, entre curtas e longas. Entre os destaques, o premiado curta “O duplo”, de Juliana Rojas; o longa documentário “Margaret Mee e a flor da Lua”, de Malu de Martino, que estreou nos cinemas em abril; o curta “Menino peixe”, de Eva Randolph; o documentário “Quando a casa é a rua”, de Thereza Jessouron, sobre o drama vivido por moradores em situação de rua no país; “Louceiras”, de Tatiana Toffoli, que acompanha o dia-a-dia das ceramistas da aldeia Kariri-Xocó, em Alagoas. Já a mostra Masculino-feminino traz dois ótimos representantes da safra brasileira recente: o curta “A dama do Estácio”, de Eduardo Ades, e o longa “Doméstica”, de Gabriel Mascaro. Enquanto “A dama do Estácio” traz Fernanda Montenegro no papel de uma prostituta obcecada com a ideia da própria morte, o documentário “Doméstica” apresenta os registros feitos por sete jovens do dia-a-dia das mulheres que trabalham em suas casas.
Na mostra Dividindo a conta, que exibe obras codirigidas por homens e mulheres, serão exibidos o curta “Desterro”, de Marília Hughes e Cláudio Marques; “Odete”, de Clarissa Campolina, Ivo Lopes Araújo & Luiz Pretti; “Animador”, de Fernanda Chicolet e Cainan Baladez; e “Vestido de Laerte”, de Cláudia Priscilla e Pedro Marques. Todos os seis filmes da mostra Enquadrando eles, quatro das oito obras exibidas na mostra Eu gosto é de mulher e dois dos 12 filmes que compõem a mostra experimental são produzidos no Brasil. O país também está representado na mostra Infantil pelo curta “Os donos da mata”, de Luciana Bezerra; pelos seis filmes do Programa Especial Nacional; pelo documentário “Um filme de dança”, de Carmen Luz, exibido em sessão especial; e pelo curta “Mulheres no funk”, de Luisa Nolasco, que será exibido seguido de debate.
Também compõem a programação do festival o Programa Especial Internacional, a mostra Foco Portugal, e a mostra com curadoria do FEMCINE – Festival de Cinema de Mulheres de Santiago de Chile.
O Femina acontece nos cinemas 1 e 2 da CAIXA Cultural RJ – Avenida Almirante Barroso, 25 – Centro – Rio de Janeiro. Acesse a programação completa no site oficial do Femina – Festival Internacional de Cinema Feminino.(http://www.feminafest.com.br/2013/filmes-selecionados-selected-films/)
Fonte: Site Ancine, saiba mais em (http://ancine.gov.br/sala-imprensa/noticias)