ACORDABRASIL

Então é assim:

O governo libera uma verba, dizendo que esta colaborando com a cultura e o fomento das artes no Brasil.
O idealizador recebe a verba dizendo ao publico que irá realizar um projeto cultural, educacional, cursos que irão dar uma vida melhor e uma profissão ao participante.
O participante acha que seu governo é incrível porque liberou uma verba para um grupo que diz que irá tira-lo daquela vida miserável.

Conclusão 1: O governo com esse dinheiro cala a boca de quem possivelmente teria força para gritar, e esse que poderia gritar empurra para baixo aquele que esta sedento por uma possibilidade real de mudança, porque não cumprirá com o objetivo do projeto.

Quem acha que irá virar ator, diretor ou diretor de fotografia, com esses cursos apoiados pelo governo, realizados por pessoas espertas…esta ferrado.
Cursos as vezes de 1 dia. Impossivel.

Quem ia ensinar, não ensina mais, porque quem esta para aprender não tem expertise para perceber que o que estão ensinando não é nem 1 % do que deveriam estar ensinando. Então pra que ensinar?

O que acontece de fato é que o governo não quer saber de nada, ele quer é que apresentem notas. Notas essas muitas vezes questionáveis, e que mesmo sabendo fica quieto porque fazer o papel de cego é o melhor nesses casos.

Mas como pensar que isso poderia ser diferente? Qual o nível cultural dos nossos governantes? Qual a preocupação com a cultura e educação dos nossos governantes?

Conclusão 2: O governo enrola o realizador, que enrola o aprendiz que sem força aceita as migalhas de um pão bolorento.

Se querem fazer de verdade…parem de pensar apenas no enriquecimento próprio.
Montem cursos pra valer. Deem possibilidades reais para a realização de filmes. Deem possibilidades reais de projeção para esses filmes.

Façam-me o favor…pseudo artistas…isso é desnecessário.

MACAUE