por Uol
sonia-braga-no-filme-tieta-do-agreste-de-caca-diegues-1344288470752_615x300
  • Sônia Braga no filme “Tieta do Agreste”, de Cacá Diegues

Uma mostra com 14 filmes brasileiros será exibida em Nova York, nos Estados Unidos, de 12 a 18 de abril, no Lincoln Center – que funciona como sede de 12 companhias artísticas. Todos os filmes escolhidos foram dirigidos por Cacá Diegues. Na relação estão clássicos, como Xica da Silva e Bye Bye Brasil, além de produções recentes, como Deus é Brasileiro.

Vladimir de Carvalho, professor de cinema na Universidade de Brasília (UnB), disse à Agência Brasil que a iniciativa é motivo de orgulho para todos os brasileiros. “O Cacá Diegues reflete o Brasil. Ele tem uma filmografia respeitadíssima e representativa, que mostra o país extraordinário que é o Brasil”, ressaltou.

Diretor de 18 filmes, Cacá Diegues é considerado um dos mais engajados politica e socialmente. Os filmes dele, em geral, reúnem humor com crítica social e análise política e econômica. Para Carvalho, a mostra dos filmes do cineasta brasileiro deve servir como uma “janela” para fazer avançar a produção nacional e ampliar o espaço não só no Brasil como no exterior.

“Infelizmente a produção do nosso audiovisual, do cinema como um todo, está aquém do ponto de vista econômico, pois o espaço que há no país e também no exterior está cada vez mais ocupado por estrangeiros. É preciso mudar isso”, ressaltou o professor da UnB.

Para Carvalho, é fundamental ampliar o número de salas de cinema e também do espaço na mídia. O professor lembrou que houve uma época no Brasil que eram registradas mais de 4,3 mil salas de cinema e, atualmente, o número aproximado é de 1,3 mil em todo o país. “Sabe-se que a crise é mundial, mas é preciso tomar providências”, disse.

No Lincoln Center, em Nova York, os que forem assistir à exibição vão ter oportunidade de conhecer diferentes abordagens do trabalho de Cacá Diegues. Xica da Silva, de 1976, com a atriz Zezé Motta no papel principal, conta a história da escrava que foi alforriada e revolucionou os costumes em Minas Gerais.

Em Bye Bye Brasil, em 1979, ele mostra a história de um grupo de artistas mambembes viajando pelo Brasil, suas aventuras e desventuras. Tieta, de 1996, é baseado no livro de mesmo nome de Jorge Amado, a sedutora personagem vivida por Sônia Braga volta à cidade de origem, no Nordeste, e mexe com a sociedade local.

Também serão exibidos Maior Amor do Mundo, que mostra a trajetória de um pesquisador nas favelas do Rio de Janeiro, Veja essa Canção, baseada em músicas populares famosas, e Deus é Brasileiro, tendo como personagem principal Antonio Fagundes vivendo o drama de “Deus” que se cansa e quer tirar férias.