4
Cinema Político Italiano – Anos 60 e 70 (Alvaro Machado, Cosac Naify)
Entrevistas inéditas realizadas na Itália em 2006, com os grandes do cinema político italiano, que conheceu seu período áureo entre os anos 1960 e 1970, compõem o corpo principal deste volume. Trinta anos após a eclosão do gênero, as autoras Angela Prudenzi e Elisa Resegotti foram buscar os depoimentos surpreendentes – sobretudo pelas lições de ética e de estética que encerram – dos realizadores que, com o seu empenho social e político, denunciaram as mazelas da sociedade de seu país e procuraram ecoar pelo mundo os sonhos embutidos nos grandes movimentos políticos internacionais daquelas décadas. Com sábio olhar de distanciamento, esses criadores analisam os filmes daqueles anos e os confrontam com a atual sociedade globalizada. Entre os entrevistados estão Marco Bellocchio, Vittorio de Seta, Vittorio Taviani, Bernardo Bertolucci, Damiano Damiani, Ettore Scola, Mario Monicelli, Dino Risi, Giuliano Montaldo e Francesco Rosi. Há, ainda, uma conversa com a brasileira Florinda Bolkan, protagonista do principal filme do gênero – ‘Investigação sobre um cidadão acima de qualquer suspeita’, de Elio Petri. O volume é fartamente ilustrado com fotogramas de mais de cinqüenta filmes, além de fotos históricas produzidas pelos jornais italianos da época, em projeto gráfico de Flavia Castanheira.